Simple Horizontal CSS Drop-Down Menu Demo
 
               
 
Solidarius
Pessoas   Empreendimentos   Redes Comunidades Governos Serviços
 


Nos últimos anos foram produzidas muitas e diversificadas políticas públicas para a economia solidária. Houve um grande esforço na sistematização de Políticas Públicas de Economia Solidária para o Desenvolvimento Territorial Sustentável e para a Geração de Trabalho e Renda. Há um importante acúmulo sobre metodologias e tecnologias sociais adequadas a promovê-lo.
  • Projetos de Desenvolvimento Territorial Sustentável: A partir de um diagnóstico dos fluxos econômicos que permeiam o território, considerando as demandas de consumo final da população e de consumo produtivo dos empreendimentos, considerando as cadeias produtivas e as diversas atividades laborais peculiares ao território bem como os recursos geo-estratégicos ali disponíveis, elabora-se um Plano que visa promover o desenvolvimento territorial através da reorganização desses fluxos econômicos e da remontagem das cadeias produtivas locais na perspectiva da economia solidária. Atenção especial é dada às populações desempregadas ou de baixa renda e às populações atendidas por programas de transferência de renda para a segurança alimentar ou que vivem na condição de insegurança alimentar. Trata-se de uma modalidade de Planejamento Participativo, de curta duração, mas de grande intensidade nos compromissos coletivos em favor da implementação do Plano. A seleção das tecnologias sociais de economia solidária mais adequadas ao contexto concorrem para o sucesso das ações.

  • Tecnologias Sociais de Economia Solidária: Na implementação de políticas e programas públicos de desenvolvimento local podem ser utilizadas ou fomentadas diversas tecnologias sociais de economia solidária, entre as quais citamos aqui apenas algumas:
    - Crédito: Fundo Solidário de Desenvolvimento Local, Banco do Povo, Banco Comunitário, Cartão de Crédito Solidário, Cooperativa de Crédito.
    - Produção: Empreendimentos de produção e serviço.
    - Comercialização: Feiras e lojas de economia solidária, comércio justo internacional, mostras de economia solidária, selo de economia solidária e sistemas de certificação participativa, catálogos de produtos, serviços e comércio, rede de comércio solidário, grupos de troca com moeda social, cartões inteligentes ou créditos digitais, terminal municipal de economia solidária, entreposto regional de economia solidária.
    - Consumo: Cooperativas de consumo e grupos de aquisição solidária.
    - Integração: Logística Solidária, Bolsa de Negócios, redes de economia solidária e complexos cooperativos.
    - Suporte: Incubadoras de empresas e centros de apoio à economia solidária.
    - Apropriação Tecnológica: Utilização de tecnologias livres, como softwares livres e solidários, tecnologias de comércio eletrônico e criação/utilização de portais de economia solidária.

  • Tecnologia da Informação para Economia Solidária: O Solidarius disponibiliza tecnologias da informação sob medida para o atendimento, no campo da economia solidária, de necessidades das pessoas, empreendimentos, redes colaborativas, comunidades e governos. Os Governos podem desenvolver rapidamente ações de grande eficácia e visibilidade no fortalecimento da economia solidária, com a utilização desses instrumentos. Por exemplo, uma feira de economia solidária pode ser apenas um momento transitório de comercialização sem maiores impactos no desenvolvimento de um território. Mas sendo metodologicamente organizada e adequadamente servida de Tecnologia da Informação, pode ser o momento central da constituição de um Sistema Local de Economia Solidária, integrando produção, comercialização, consumo e micro-finanças; um momento importante na tecitura de redes colaborativas de economia solidária, integrando a comunidade local, fortalecendo empreendimentos e beneficiando o conjunto das pessoas. Um parte importante da base de dados do Solidarius adveio de feiras de economia solidária. Mais do que divulgar produtos e serviços na web ou dar suporte para comércio eletrônico, as ferramentas de TI desenvolvidas no Solidarius possibilitam visualizar fluxos de valores que permeiam territórios e reorganizá-los com vistas à promoção do seu desenvolvimento sustentável.

  • Capacitação de Pessoal: Capacitar o corpo técnico para operar adequadamente com a economia solidária é uma exigência de administrações compromissadas com o desenvolvimento socialmente justo, ecologicamente sustentável e economicamente viável. O Solidarius oferece modalidades diversas de educação presencial, semi-presencial e a distância, com certificados de aproveitamento. Cursos, eventos e oficinas podem ser agendados, conforme as necessidades específicas do demandante.

  • Consultoria e Assessoria: Consultorias e assessorias podem ser presenciais ou a distância, pontuais ou permanentes por algum período. Eventos isolados, como seminários e oficinas, podem ser um bom momento para conhecimento geral, nivelação e aprendizado de algumas tecnologias sociais. Mas caso haja interesse no acompanhamento de algum programa, é possível a construção de uma agenda de assessorias e consultorias de maior duração - como melhor convier ao demandante.

Para saber mais sobre nossos serviços pagos e gratuitos e opções de assinatura, clique aqui.

Solidarius - Soluciones Inovadoras para Economía Solidaria
Política de Privacidad | Términos de Servicio | Principios | Ayuda
Quienes Somos | Contáctenos | Comunicar una Falla